Receber por email!

O que procura?

Lulu Santos - Tempos Modernos


Eu vejo a vida melhor no futuro.
Eu vejo isto por cima do muro de hipocrisia
que insiste em nos rodear.

Eu vejo a vida mais clara e farta,
repleta de toda satisfação
que se tem direito
do firmamento ao chão.

Eu quero crer no amor numa boa,
que isto valha pra qualquer pessoa
que realizar
a força que tem uma paixão.

Eu vejo um novo começo de era,
de gente fina, elegante e sincera.
com habilidade pra dizer mais sim do que não.

Hoje o tempo voa, amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Que não há tempo que volte, amor
Vamos viver tudo o que há pra viver
Vamos nos permitir.
Lulu Santos

Armandinho - Desenho de Deus


Ja que a Felicidade é tão incerta, que ela seja incerta num lugar Bom...
Armandinho

The Police - Every Breath You


Charlie Brown Jr - Meu Novo Mundo


Difícil não lembrar do que nunca se esqueceu.
Charlie Brown Jr

Cassia Eller - Malandragem


Ja que não me entendes. . .
não me julgues, não me tentes.




[Primeiro de Julho]
Cassia Eller

O Rappa - Pescador de ilusões


Navegar é preciso senão a rotina te cansa...
O Rappa

Cartoon - Banda Calypso

Waldez, cartunista,Chargista e Ilustrador do jornal Amazônia.

Zeca Pagodinho - Ratatúia



Parei na dela
Montei casa na favela
Desfilava com a donzela
Que beleza de mulher

Lhe dei guarida
Não queria outra vida
Era minha protegida
Era só meu esse filé...

Que engano
Ela foi se transformando
Meu dinheiro estourando
Olha onde eu fui parar

Com nome sujo
Não consigo crediário
Eu um pobre operário
Ficou ruim de segurar
Vacilou!...

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé...

Repete refrão

Era mãe dela
Irmã dela, tia dela
Amiga dela, uma cadela
E só eu pra sustentar

Era uma festa
De pagode e a seresta
Eu olhava pela fresta
Dava medo de entrar

Tudo jogado
Cerveja pra todo lado
Um cheiro de arroz queimado
E ela querendo zuar

Mandei embora
Com a sua ratatuia
De chinelo, mala e cuia
Vai sujar outro lugar
Vacilou!...

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou.
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé...

Repete refrão

Parei na dela
Montei casa na favela
Desfilava com a donzela
Que beleza de mulher

Lhe dei guarida
Não queria outra vida
Era minha protegida
Era só meu esse filé...

Mas que engano
Ela foi se transformando
Meu dinheiro estourando
Olha onde eu fui parar

Com nome sujo
Não consigo crediário
Eu um pobre operário
Ficou ruim de segurar
Vacilou!...

Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé...

Repete refrão

Era mãe dela
Irmã dela, tia dela
Amiga dela, uma cadela
E só eu prá sustentar

Era uma festa
De pagode e a seresta
Eu olhava pela fresta
Dava medo de entrar

Tudo jogado
Cerveja prá todo lado
Um cheiro de arroz queimado
E ela querendo zuar

Mandei embora
Com a sua ratatuia
De chinelo, mala e cuia
Vai sujar outro lugar
Vacilou!...


Vacilou!
Me tirou de mané
Não pensou!
Vai voltar prá ralé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé...


Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé
Já tá provado
Quem nunca comeu melado
Se lambuza até o pé...